Série - Paternidade #2

sexta-feira, 25 de março de 2011 1 comentários
Te Exaltamos, Pai - Diante do Trono




Sabe aqueles momentos de intimidade com o Pai em que você se tranca com ele e o adora em secreto? É sobre esses momentos a que essa música se refere. Ela te leva ao centro da vontade de Deus, aos braços do do Pai.
"Pai, posso chamar-te Pai, posso te adorar. Em tua presença santa posso entrar."
Só nesse primeiro verso nós vemos algo tremendo e lindo. Muitas vezes não nos damos conta do que a música expressa, mas veja como essa letra significa muito para nós filhos. Sabe aquele véu que nos separava de Deus? Ele foi totalmente rasgado e agora temos livre acesso ao Pai, não mais como antigamente em que só o sacerdote poderia entrar no santíssimo lugar para falar com Deus. Agora nós, feitos filhos de Deus por meio de Jesus, podemos chamar e experimentar Deuscomo Pai assim como Cristo nos ensinou (Mt. 6.9), não precisamos mais que um sacerdote nos apresente diante de Deus porque, também por meio de Jesus que é o nosso intermediador, nós podemos entrar em sua santa presença, no colo do nosso Pai.
"Pai, posso chamar-te Pai, posso te conhecer, ser transformado pelo teu poder."
Mais uma vez podemos chamar Deus de Pai, o que para muitos religiosos na época de Jesus era um absurdo. Mas vamos mais além, podemos conhecer nosso Pai PESSOALMENTE. Sim, acredito que quando estamos em adoração e intimadade com Deus ele está presente em nós e ao nosso lado, portanto, posso afirmar com toda convicção de que conheço meu Aba pessoalmente. E aí, queridos, uma vez conhecendo o Pai pessoalmente, não há como ficar do mesmo jeito, somos transformados pelo graça transformadora do Pai.
"És santo, és digno, formoso, maravilhoso. És forte, és grande, me amas, meu Pai."
Agora imagine quando alguém pede pra você descrever seu amgio. Pronto. Esse verso demonstra exatamente, a descrição nosso Pai. Mas não imagine como uma descrição comum e simples, imagine-se descrevendo alguém que você gosta muito e que queria que outras pessoas conhecessem esse Pai maravilhoso que você tem, aquele Pai que temos orgulho de dizer que é MEU PAI!
"Exaltamos o amor que nos alcançou, nos atraiu, libertou, nos reconstruiu. E este amor divino nos chamou de filhos. Te exaltamos, Pai."
Gente, de verdade, dá vontade de chorar quando leio essa parte da música. Que amor incondicial, amor que me constrange. Lembram do post passado (Paternidade #1) quando o olhar do Pai nos alcançou? Ele se repete aqui. Mesmo com nossos pecados, falhas, fraquezas, nossas quedas, nossa negligência, desobediência, Ele continua nos amando e nos chamando para ser filhos dEle. Por isso nós te exaltamos, Pai, pelo teu amor que nos alcançou, nos libertou e refez nosso ser conforme a Tua vontade, nos deu um coração de carne que é sensível a Ti. Te exaltamos, Pai.


Invistam em tempo de qualidade com o Pai. Experimentem entrar no quarto, fechar a porta e falar com Pai em secreto, pois Ele, teu Pai, em secreto te responderá.


Deus vos abençoe!

por Eric J. Leuthier

1 comentários:

  • Danielly Wanessa disse...

    Ola!!!
    Realmente não tem momento melhor do que conversar com DEUS, só nós dois.Este momento de intimidade me deixa super aliviada, em contato realmente com o PAI.
    A paz do Senhor para todos!!

    http://palavrasproliferas.blogspot.com/

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Louvor&Poesia | TNB