Vamos falar de Amor...

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011 6 comentários

Falar de amor não é difícil, achar palavras poéticas para descrever esse sentimento não é tão complicado assim, o complicado mesmo é viver de fato o amor. 





Existem inúmeras canções que descrevem o Amor, ou o Viver em Amor tão pregado nos púlpitos das Igrejas, quantas vezes nós cantamos músicas como Corpo e Família, de Daniel Silva e no refrão quando a música diz "Somos corpo, e assim bem ajustado totalmente ligado, unido, vivendo em amor. Uma família sem qualquer falsidade, vivendo em verdade, expressando a glória do Senhor. Uma família vivendo o compromisso do grande amor de Cristo. Eu preciso de ti, querido irmão! Precioso és para mim, querido irmão" envolvidos pela emoção do momento nos abraçamos e nos confraternizamos uns com os outros? Um momento lindo não é? Mas será mesmo que estamos sendo sinceros uns com os outros?
-Será mesmo?
Eu, particularmente, acho lindo o momento de Comunhão (ou confraternização) durando o Culto, porém, precisamos nos questionar se estamos sendo verdadeiros ao participar desse momento.
A música de Daniel Silva é linda, porém algumas pessoas já me disseram que acha ela um pouco utópica. Uma das opiniões mais tristes que eu ouvi foi que essa música descrevia uma Igreja que ainda não existe, nem vai existir, que não gostava do chamado "Momento de Comunhão" pois achava que estava mais para "Momento de Falsidade". -Eu lamentei.

Lendo a Bíblia por esses dias, me deparei mais uma vez com o texto de Atos 2: 42-47,  já li essa história várias vezes e já ouvi inúmeras pregações baseadas nesse texto.. mas sempre que leio Deus fala comigo de uma maneira diferente, dessa vez Ele me questionou sobre o Amor ao próximo, sobre a verdadeira comunhão. Quando Pedro pregou o evangelho às multidões, elas queriam saber o que deveriam fazer. Depois de se arrepender e ser batizados, aquelas pessoas se dedicaram ao ensinamento apostólico, à confraternização, à comunhão e a oração. (vs 24: Eles se dedicavam ao ensino dos Apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e as orações").
Dizer que a Igreja descrita na música de Daniel Silva não existe e nunca existiu não é verdade, a Igreja Primitiva é um exemplo de viver nessa 'Verdadeira Comunhão', o que é de fato viver em amor uns com uns outros. Eles tinha uma preocupação verdadeira com o próximo, sabiam que dessa forte a caminhada seria mais fácil pois sempre teria alguém do lado para se apoiar quando a caminhada se tornasse difícil.

Ao cantarmos músicas de comunhão ou ao participarmos de momentos de confraternizações em cultos, devemos orar ao Senhor para Ele contemplar nossos corações e nos ajudar a amarmos verdadeiramente o nosso próximo, do mesmo jeito que a Igreja Primitiva serve de exemplo para nós hoje, que nossas atitudes de amor uns com os outros possam servir de exemplo para outras pessoas também, que possamos ser Conhecidos pelo Amor e que nossa mensagem possa ser verdadeira em todos os momentos.

Deus Abençoe, Michelli Rammos :)

6 comentários:

  • Polly Gomes disse...

    É fato. Toda vez que cantamos essa música na igreja eu revejo minha situação diante dessas coisas. E que bom que muitos de nós nos preocupamos em viver a verdadeira comunhão. É difícil, mas não impossível. :)

  • Daniel Quirino disse...

    É sempre delicado tocar neste assunto. Sempre haverão os de pouca fé que acreditam fortemente que a igreja nunca foi nem será unidade. Tenho minhas dúvidas quanto ao amor de Deus trabalhado na vida desses, creio também que, na maioria das vezes, são os primeiros a fazer questão de não exercer o amor, seja ele de qualquer forma. Sou grato a Deus por saber que existem igrejas e pessoas que chegam perto dessa união. Fico feliz em saber que pessoas como as do Louvor e Poesia acreditam que viver em amor é possível.
    Deus te abençoe Michelli! E como nosso amigo Eric disse: "Bonita mensagem. Vlw por compartilhar ela conosco."

    Louvor e Poesia! Sempre trazendo uma boa leitura!
    =]

  • Matheus Soares disse...

    Pois é.. Deus é o próprio amor e como o Eric falou,a igreja primitiva que de primitiva não tinha nada até porque baseamo-nos nela até hoje. É fantástico só imaginar a ação de Deus acrescentando a cada dia os que eram salvos e todos frutos da comunhão (que julgo ser uma consequência do amor presente). Como diria João Alexandre: "O amor é a essnência de Deus e pra sempre também vai viver...".
    Mi, adorei o post. Deus os abençoe.

  • Myrellah (ll disse...

    acho que foi umas das mensagens mais linda que eu já li *--*
    É o momento de comunhão é muito Lindo, pena que tem muitos que não sabe desfrutar desse momento tão lindo e tão especial nós cultos!
    e como diz la em Mateus 22:39 " Amarás o teu próximo como a ti mesmo." e esse momento é para demonstra esse amor, e muitos só faz por fazer, isso é muito triste!

    Amei, muito linda essa mensagem mesmo *-*

  • PedrOtaviano disse...

    Muito bem escrito o texto :D (Essa música é muito inspiradora)
    Mas devemos lembrar que a Igreja Primitiva ela agia conforme sua época. O que nada impede que ela seja novamente usada. Porém, o que realmente esquecemos são das pessoas. Essa limitação se torna muito menor quando falamos de denominações e 'bandeiras'...
    Lembrar que você é templo e morada do Espírito Santo, e que Deus não Habita em tendas nem em templos feitos por mãos, abre uma infinidade de possibilidades no 'campo comunhão'. Que não se resumem à simples manifestação de carinho durante um culto numa determinada igreja.

Postar um comentário

 

©Copyright 2011 Louvor&Poesia | TNB